Pular para o conteúdo principal

THERCSIA - CINCO INFORMAÇÕES BÁSICAS


                     
 Nesse maldito mundo todos tem um motivo para desconfiar de tudo!
                                                                                                                         
Lord Befor

Bem vindo ao mundo onde magos, clérigos e guerreiros vivem em intensos conflitos. Este cenário é uma tentativa de inovar, trazendo um mundo onde a magia domina, e raças tão famosas em outros cenários, como elfos e anões não existam. Thercsia é o continente onde se passará as aventuras dessa história, onde se encontrará desafios a serem feitos aos guerreiros, e se conquistará a glória máxima ou a derrota final.

1 - MAGOS X CLÉRIGOS X SEPHIROTHS

Três classes que se enfrentam a séculos, tentando impor o seu domínio a todo custo. Em sua arrogância, magos acreditam que os deuses são inúteis e seus fies não são dignos de respeito, do outro, os clérigos em sua fé inabalável acreditam que as praticas mágicas são um desrespeito aos deuses e os magos merecem aniquilação, já os Sephiroths acham essa luta patética e se utilizam da força para enfrentar esses dois lados antagonistas. Uma confusão que só aumenta o estado de alerta que é mantida entre as três facções.
Nos últimos anos cada vez mais os Sephiroths discordam das táticas e das praticas dos magos, que impõe um forte domínio sobre os reinos que lhes pertencem. 


2 - MAGIA EM TODOS OS LUGARES

O que é de fácil percepção nesse cenário é a normalidade com que a magia é utilizada. Todas as classes têm acesso em larga e em pequena escala a técnicas/praticas mágicas, o que não quer dizer que o uso seja banalizado. Guerreiros, arqueiros e outras classes têm acesso a magias, sendo magos, clérigos e sephiroths os mais poderosos nesse quesito. Existem três fontes mágicas, a fé que os clérigos recorrem para praticar suas magias divinas, força de vontade que os magos utilizam para suas magias mundanas e o sephirah que é o consciente coletivo, do qual os sephiroths compartilham entre si, e de onde advêm seus poderes. Bruxos usam da fé e da força de vontade para usar magias, feiticeiros tem o que se conhece como magia selvagem. Os alquimistas são um caso à parte, usam magia com ciência primitiva.


3 - UM MUNDO DIVIDIDO EM FACÇÕES

Facções, é o que mais tem pelos reinos, além dos três grandes grupos (Magos, Sephiroths e Clérigos) existem outros pequenos grupos, essas facções se espalham por toda a Thercsia. Impondo muitas vezes um estado de guerra desnecessário. Uma das principais subfacções  são os bruxos. Caçados durante séculos pelos magos que fizeram uma espécie de inquisição, caçando, julgando e matando todos os bruxos que encontravam. Sendo perigoso até os dias atuais ser um membro dessa subfacção. Tem ainda outras duas, entre as mais conhecidas subfacções; os feiticeiros e os alquimistas. Da mesma forma esses dois grupos foram perseguidos, tratados como seres que merecem desprezo na visão dos magos.

4 - POLITICA DOMINADA PELOS MAGOS
Os magos posam de senhores desse mundo conturbado, elevam-se como guias morais de varias nações, as principais nações, as mais poderosas, estão nas mãos ou são controladas por magos. Para que houvesse esse controle, foi fundada a Ordem Assembleia, os assembleianos estão entre os mais influentes magos, e são responsáveis pela política de todas as nações sobre o julgo dos magos. A cada 3 meses lunares, os magos reúnem-se para tomar decisões sobre sua política, usam de seus poderes e de sua poderosa força militar, para influência os reis e príncipes. Com essa política agressiva mantêm ¾ dos reinos sobre seu domínio. Reinos que não seguem as ordens, ou se rebelam são tidos como inimigos, sendo a destruição desse reino um ato imediato a ser traçado.


5 - CAÇADOS E HUMILHADOS
Isso resume a história antes gloriosa dos bruxos, alquimistas e feiticeiros: perseguição. De livres a cativos, desde que os magos se instalaram no poder, perseguem sem descanso esses grupos, os magos justificam a caçada, dizendo que bruxos, alquimistas e feiticeiros armam uma revolta, uma rebelião e que desejam o poder. Fazendo uma propaganda negativa desses grupos, prolifera assim uma ideia de que são amaldiçoados e perigosos, uma mentira que já perdura há bastante tempo. Os alquimistas conseguiram sobreviver a perseguição se reorganizando nas florestas negras de Calion. A floresta que é o lar de tribos canibais abriga grandes cidades alquimistas, já os bruxos conseguiram formar ordens clandestina e se apoiar atrás de uma rede de espionagem e proteção a membros, de todos, os feiticeiros são os mais solitários, existem poucas ordens de seguidores desse grupo, e são bem desorganizados nesse quesito. 

Todas a imagens nesse post, foram recolhidas na internet e não pertencem ao blog, estão sendo usadas para melhor visualização dos leitores, caso os donos das imagens solicitem serão retiradas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

História Alternativa

E se os portugueses encontra-sem as Américas antes dos espanhóis? E se os europeus não saíssem em busca de novos territórios? E o império romano não tivesse acabado? O Brasil perdesse a guerra do Paraguai? Se essas perguntas te perturbam é a hora de levar para suas mesas de RPG o gênero História Alternativa! 

Mais o que é história alternativa?

Histórias alternativas se refere ao um subgênero da ficção especulativa, onde é contada uma história de ficção ou não-ficção, na literatura das histórias alternativas se faz uma pergunta norteadora "o que aconteceria se a história tivesse transcorrido de maneira diferente?" O que diferencia essa gênero de ficção dos outros é o ponto de divergência, que é um ponto na história onde ocorre algum evento que modifica a linha temporal. Quase todas as histórias são baseadas em eventos históricos reais, mesmo que depois aspectos políticos, sociais e tecnologicos mudem muito com o passar do tempo. O ponto de divergência  acontece no passado, faze…

1D20 Pergunta: Entrevista com Diogo Nogueira

O blog Ponto de Experiência foi um divisor de águas no meu aprendizado como mestre e jogador de RPG. Posso dizer com segurança que o blog do carioca Diogo Nogueira teve o mesmo impacto de quando conheci e joguei meu primeiro jogo de RPG. Um novo mundo se mostrou, aprendi termos como Old School, OD&D, Espada & Feitiçaria, retro-clone entre outros; do blog retirei dicas para minhas primeiras mesas de D&D e a partir das dicas que encontrei aprendi a jogar bem melhor o hobby. É sempre ótimo ver um trabalho tão bom e com qualidade como o feito no Ponto de Experiência.Em 2012, Diogo iniciou seu mais ousado projeto (em minha opinião) e maior sonho de qualquer mestre de RPG, seu mundo próprio. Nasce assim os Bruxos & Bárbaros, jogo que emula a paixão pelo Old School e pelo gênero literário Espada & Feitiçaria. 
   O RPG está fazendo 40 anos, o D&D também, o hobby segue uma nova etapa com o lançamento do D&D Next nesse ano de 2014. E para falar um pouco sobre RPG …

Ékaton

Trecho do diário de Katios. “No princípio era o fim. Do que havia antes, Pouco se sabe. Este é o tempo além das brumas, Indevassável aos tolos, Conquistável aos Sábios. Este é o tempo do qual pouco restou, E cuja maior testemunha, É a Pedra Negra.” Livro Negro da Estrela Prateada. Cap.1 Vers.1


Conta também o Livro, que ofim inicial foi desencadeado por uma guerra divina, numa época em que os deuses caminhavam entre os homens, e os governavam. As hostes de Thelos guerrearam contra o Exército da Estrela Prateada, liderado pelos Cinco Pilares, cinco deuses que convenceram os humanos da legitimidade da sua causa. No sétimo dia de guerra, quando o lado dos Cinco deva a guerra por vencida, Thelos cruzou o campo de batalha com uma pedra resplandecente nas mãos, fincou-a na terra, e o que sucedeu espantou a todos, deuses e humanos. A Pedra lançou um tentáculo de luz azulada na direção de cada um dos Cinco, e os tragou para dentro dela, que logo após permaneceu ali, uma imensa pirâmide negra fumegante. …